Archive for the tag 'arena da participação social'

Hackathon Organizações da Sociedade Civil – projetos

No Gravatar
Paulo Meirelles, com sua toalha, no dia do orgulho nerd, imitou Silvio Santos

Paulo Meirelles, com sua toalha, no dia do orgulho nerd, imitou Silvio Santos

A apresentação do Hackathon das Organizações da Sociedade Civil (OSC) não poderia começar mais animado: Paulo Meirelles, que conhecço originalmente do CCSL e que hoje é professor da UnB, ficou imitando o Silvio Santos. Aí, acertados detalhes de som, projeção, luminosidade, etc. começaram as apresentações dos 7 projetos desenvolvidos nas últimas 30h, cada uma contando com 5min e cuja avaliação não será feita exclusivamente a partir das apresentações, mas considerando também (ufa!) os códigos gerados.

A seguir, vou apresentar algumas anotações e observações minhas que fiz ao longo da aprsentação dos projetos, porém já alerto que os dados oficiais gerados pelas equipes estão disponíveis aqui.

 

Apresentação do projeto TIGRE

Apresentação do projeto TIGRE

TIGRETransparência de Investimentos Governamentais Rastreados Eletronicamente

Trata-se de um aplicativo para dar transparência a investimentos governamentais que disponibiliza API padronizada.

Na apresentação fizeram críticas às bases de dados do governo (faltam APIs livres), apontaram que criar aplicativos com base em planilha excel é um ato de perpetuação de vícios/erros das bases. Como dificuldade que encontraram no processo disseram não terem conseguido usar redes neurais por conta da fragmentação das bases de dados.

Tecnologias utilizadas:
-> front-end: HTML5, CSS3, Java Script / jQuery, JSON, Google Maps API, PhoneGap
-> back end: PHP / MySQL,Laravel Framework PHP, Apache Server, Debian GNU/Linux, Vagrant / Virtual Box, LibFann
-> inkscape, gimp

Funcionalidades existentes: repasse nacional, por região, por estado e por município

#ponto forte:
– disponibiliza API padronizada

#dicas e #reflexões para desenvolvimento futuro:
– Indicar as possibilidades de cruzamento de dados.
– Como redes neurais precisam de dados confiáveis para “treinar” ou calibrar a rede, será que não vale pensar uma saída técnica que dependa menos da consistência das bases?
– Não seja uma grande ganho (além da API padronizada) um mecanismo que aponte automaticamente as inconsistências das bases?

Link do GitHub:https://github.com/hackatondasosc/tigre
Link do app no webserver: não há
Link da documentação do projeto: https://github.com/hackatondasosc/tigre/wiki/O-Projeto
Link da apresentação de slides/video:https://docs.google.com/presentation/d/11MVybek6sJUxSVa-vScuwPRmuokhI8vtjIKLh-wrDL4/edit#slide=id.p

Equipe do CEBAS

Apresentação do projeto CEBAS

 

CEBASCerficicação de Entidades Beneficentes de Assistência Social

Trata-se de um software para informatizar/otimizar o processo de certificação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

Na apresentação disseram que partiram de uma análise dos processos do MDS e identificaram 7 etapas sobre as quais basearam o CEBAS: cadastrar, anexar documentos, fazer pré-análise (dos doctos), validar (ou não) documentos, elaborar parecer técnico, aprovar, divulgar no Diário Oficial. Caso haja alguma correção, em relação à documentação, por exemplo, a OSC recebe um email comunicando o que está falha e como corrigir (com prazo para tal).

Utilizaram linguagem Java e banco de dados PostGr.

#ponto forte:
– todas bases do MDS, que eram em xls, foram migradas pelo grupo
– aderência com equipe do MDS estabelecida durante a maratona

#dicas e #reflexões para desenvolvimento futuro:
– Considerando que o acesso à internet no Basil ainda é bastante precário (a banca larga não chega a ~30% da população brasileira) penso que não deve ser excluído o processo em papel, assim, como seia possível integrar o porcesso em papel com o digital? Senão para sempre, é preciso considerar que haverá período transitório de tecnologias.

Link do GitHub: https://github.com/jhonnyW/sebas
Link do app no webserver: http://softfusion.com.br:8080/sebas
Link da documentação do projeto: http://www.canalonze.com.br/relatorio.pdf
Link da apresentação de video: http://youtu.be/qFL8jXYXBXg
Link da apresentação de slides: ttp://www.canalonze.com.br/apresentacao-cebas.pdf

 

Apresentação do projeto OSCNET

Apresentação do projeto OSCNET

OSCNET

Trata-se de uma visualização de base de dados georreferenciados que possibilitam a consulta de dados, indicadores e correlações sobre o universo das OSCs.

Na apresentação enfatizaram o propósito do projeto: intereatividade e conexão entre usuários a partir do cruzamento de interesses correlatos. Além da georreferência (já disponível no mapa das OSC), adicionaram 3 indicadores e uma camada de rede sociall, com a possibilidade de filtros.

Considerações Técnicas:
-> utilizaram Noosfesro (mesma plataforma do Participa.br)
-> plugin criado para inserir  novos campos, para os novos indicadores
-> feito um script para migrar dados vindos dos Mapas das OSC
-> usaram bases do censo SUAS

#ponto forte / original:
– utilizam tecnologia Noosfero (livre e integrável ao Participa.br)
– apresentaram tela anterior à do mapa que atende à acessibilidade

#dicas e #reflexões para desenvolvimento futuro:
– Esclarecer o porquê e a metodologia na formulação desses 3 novos indicadores.

Link do GitHub:https://github.com/hackathon-oscs/cartografias
Link do app no webserver:http://oscs.malwarelab.info/
Link descrição , justificativa e documentação do projeto: http://ur1.ca/hdlf1
Link da apresentação de slides: http://ur1.ca/hdlfl

DSCN0115

Apresentação do projeto OSC Dashboard

 

OSC Dashboard

Trata-se de um painel de visualização dos convênios do governo com OSCs

Na apresentação falaram de funcionalidades como alertas que mostrariam editais em aberto, gráfico em pizza (convênios), gráfico em barras (comparativo entre áreas de atuação) e mapa de relacionamento entre OSCs. Entre as dificuldades encontradas foram citadas a extração de mais de 500 registros consecutivos via API (SQLite) e definição da amostragem (OSCs nacionais e internacionais).

#ponto forte / original:
– design responsivo (bom para mobile também)

#dicas e #reflexões para desenvolvimento futuro:
– Visualizações gráficas de dados são muito úteis, mas qual seria o público alvo desse dashboard?

Link do GitHub: https://github.com/hackathon-oscs/osc-dashboard
Link do app no webserver: não há
Link da apresentação de slides/video: não há

 

DSCN0116

Apresentação do projeto ParticipaOSC

PARTICIPAOSC

Trata-se de um mapa georreferenciado que possibilita intercâmbio / rede de solidariedade entre OSCs.

Na apresentação começaram com o questionamento motivador: onde as OSCs podem mostrar suas necessidades (não necessariamente financeiras)? Como podemos contribuir/ajudar OSCs especificamente em suas necessidades? Haverá uma camada de gamificação para que quem contribuir com alguma entidade ganhe recomnhecimento com isso. Como dificuldade me chamou atenção a tentativa sem sucesso do grupo de usar a base de dados da Petrobrás pois a mesma apresentava problemas.

Considerações Técnicas:
-> bases de dados usadas até agora: PNUD e SICONV
-> tecnologias usadas: Jeo e WordPress
-> acessibilidade: foi pensado mas não implementado uma tela inicial com lista

#ponto forte / original:
– design responsivo (bom para mobile também)

#dicas e #reflexões para desenvolvimento futuro:
– Para essa plataforma ter suceeso, é preciso pensar em como envolver as OSCs nessa plataforma – a atratividade da gamificação será suficiente? Ou suficiente para qual público-alvo?

Link do GitHub: https://github.com/flaviorda/POSC
Link do app no webserver: http://www.culturatransparente.org/beta/participaosc/participaosc_rc.html
Link da apresentação de slides: http://prezi.com/iffvshblom2z/untitled-prezi/
Link da prototipação: https://www.dropbox.com/sh/7rmrp9sawi9u1u8/AAAgs4u7OvcBi9gVE9ZzOX_ia/Atende%20Demanda.pdf

 

DSCN0119

Apresentação do Projeto Participa em Rede

PARTICIPA EM REDE ou FORMIGUEIRO

Trata-se de uma rede social via web, cosntruída a partir da base do Participa.br.

Na apresentação enfatizaram o indivíduo como o a célula fundamental das OSCs (estão no governo também…) e a tecnologia como a ferramenta para facilitar a atuação em rede dos aglutinamentos e agregações, potencializando a conexão entre indivíduos. Por isso, e por estarem pautados na transformação social é que escolheram trabalhar sobre a platafoma do Participa.br. REssaltaram que seá enviado convite às OSCs para se cadastarem e lá, podem encontrar-se (busca por ID) e se conectarem entre si (pelos perfis).

Considerações Técnicas:
-> bases de dados usadas até agora: SICONV, DEJUS
-> está sobre a plataforma do Participa.br
-> há possibilidade de interação com outras interfaces
-> seguem padrões do W3C e governo federal
-> ID localizadores: nome, cidade, CNPJ ou área de atuação

#ponto forte / original:
– utilizam tecnologia Noosfero (livre e integrável ao Participa.br, podendo aproveitar seu ecossitema)

#dicas e #reflexões para desenvolvimento futuro:
– O quanto vale a pena criar redes sociais em paralelo? O quanto é independente e o quanto ganha em estar ligado ao Participa.br?
– Como dialoga com a comunidade OSC já existente dentro do Participa.br?

Link do GitHub:https://github.com/hackathon-oscs/rede-osc
Link do app no webserver: http://valinho.ime.usp.br:50633
Link da apresentação de slides/video: 
http://pt.slideshare.net/luizrauber/participa-emrede

 

Apresentação do projeto Take a picture, Save a life

Apresentação do projeto Take a picture, Save a life

TAKE A PICTURE, SAVE A LIFE

Trata-se de um banco de dados multi-alimentado e georreferenciado de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Na apresentação (em inglês) explicaram como seria o fluxo das informações da imagem: primeiro, alguém tira uma foto, georreferenciada, de alguma pessoa em sitação de vulnerabilidade; segundo, essa imagem seguirá para servidores que nem quem mandou nem os gestores do projeto terão acesso – ficará sob guarda do Estado; por fim, essas informações seguirão para as OSC que poderão ajudar essas pessoas especificamente em suas necessidades. Na parte de perguntas ao final, o grupo se apresentou como de natureza multinacional (pessoas de diversas culturas, origens e histórias diferentes) e disseram que de acordo com dados oficiais da ONU, cerca de 9 a 10% das populações na América Latina não existe para seus Estados e que igorar a existência dos excluídos é extremamente delicado pois essa população merece ser erconhecida como cidadãos/ãs.

Considerações Técnicas:
-> usa Google API
-> não parece usar /cruzar nenhum dos bancos de dados apresentados/fornecidos

#dicas e #reflexões para desenvolvimento futuro:
– A primiera reflexão que proponho é em relação à privacidade: as pessoas em situação de vulnerabilidade devem sim existir para o Estado apra usufruirem de seus direitos, mas o direito à privacidade também precisa ser respeitado. Utilizar um banco de dados multialimentado e georreferenciados é a melhor saída para esse problema? Não seria expor com pouca (ou nenhuma) cautela/cuidado quem já se encontra em situação vulnerável?
– Foi ainda citado pelo grupo que a polícia demonstraria muito interesse por essa ferramenta, e eu concordo com a identificação desse potencial interessado. Entretanto, vale o empenho de nossos esforços uma ferramenta que pode ser usada para vigilância ideológica e até mesmo criminalização de pessoas de movimentos sociais por parte do Estado?

Link do GitHub: https://github.com/hackathon-oscs/take-a
Link do app no webserver: não há
Link da apresentação de slides/video: não há

Por fim, todos que mexeram com bases de dados encontraram inconsistências e problemas nos bancos, dificuldade de interfaces entre bancos, etc. Isso é extremamente importante documentar e relatar, pois esse feed-back para o poder púbico pode melhorar muito a qualidade dos dados ofertados daqui para frente. E indo além, se criticamos tanto a falta de organização do governo, é preciso que quando façamos nosso próprios projetos, sejamos também organizados: ter um road map, documentar bem o código, listar issues/features, dizer explicitamente no código qual é a licença e colocá-lo num repositório público. Sem isso tudo, a gente dá aquele gás no projeto durante a maratona, quer que todo mundo ajude depois, mas aí fica inexequível.
Força e boa sorte a todxs!!

hackathon_final3


Warning: include(wp-includes/class.wp-function.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/hsvab/blogs/blog.hsvab.eng.br/wp-content/themes/spotlight/footer.php on line 24

Warning: include(): Failed opening 'wp-includes/class.wp-function.php' for inclusion (include_path='.:/usr/local/lib/php:/usr/local/php5/lib/pear') in /home/hsvab/blogs/blog.hsvab.eng.br/wp-content/themes/spotlight/footer.php on line 24